Resenha | Casei e agora? As Aventuras do meu descasamento

Autora: Tatiana Amaral

Editora: Pandorga

Número de páginas: 222

Gênero: Romance

Primeiramente, já aviso a vocês que esse post está incrível e no final tem uma mini entrevista com a escritora Tatiana.

Como vocês já sabem eu sou muito apaixonada por leitura. Dos diversos gêneros que temos, o meu preferido sempre foi o romance. Sou fofinha mesmo! Faz o coração explodir de amor, de ternura, então sempre foi meu gênero preferido da vida.

Esse livro eu encontrei por acaso em uma livraria e cheguei a mostrar no instagram (stories), mas acabei não comprando no dia. Porém, ele ficou na minha cabeça e dias depois voltei para comprar. A tentação ficava martelando no ouvido: “Volta e compra o livro, Juliana.”

A escritora do livro é brasileira e mora em Salvador.

O que posso dizer do livro? Gente, eu A M E I e não foi pouco! Amei muito! Sabe aquele livro que acaba e você fica com depressão, pensando nele o tempo inteiro? Foi exatamente assim que eu fiquei.

A leitura é completamente leve, apaixonante e muito viciante. Mesmo com minha vida corrida eu consegui ler em 6 dias.

Não conseguia ler muito por dia, mas não tinha como desgrudar do livro de tão envolvente que é a história da nossa baiana Tatiana.

♦ História:

O livro conta a história da personagem Cléo, que tem vinte e cinco anos, formada em jornalismo, trabalha como colunista de um jornal e em seus textos aborda sobre a vida e sentimentos.

Cléo vive na América do Norte, entretanto é brasileira. Acabou indo parar na cidade pois foi aceita em uma das melhores universidades da Califórinia e desde então não voltou para seu país de origem. Apesar de sentir falta do Brasil, acabou ficando nos EUA por conta do seu noivo Jonathan, economista, que também tem vinte e cinco anos de idade. Eles namoram desde os quinze anos, tem dez anos de relacionamento e moram juntos há três anos. Ambos foram o primeiro em tudo na vida do outro.

Depois de tantos anos de namoro, Cléo resolveu colocar uma pressão em John para oficializar a união. Seu noivo, no entanto, impôs uma condição: só casaria se eles passassem um mês (exatamente isso, leitor) distantes para que pudessem adquirir novas experiências. Separados de verdade. Sem ligar, sem falar, sem ver, sem fidelidade. Poderiam aproveitar esses trintas dias da maneira que achassem melhor, ou seja, seriam solteiros por trinta dias.

Cléo relutou em aceitar, mas como seu sonho era casar, acabou aceitando a vontade do noivo. Por esse motivo, ela sofria e chorava. Afinal, não é fácil. Você saber que o homem que você ama está com outras mulheres, curtindo balada e aproveitando loucamente.

É aí que entram as amigas de Cléo: Jessye, Sandy e Hilary. Elas decidem levar a amiga para uma despedida de solteira na cidade do pecado: Las Vegas. Mesmo sem querer curtir esses dias de solteira, as amigas forçaram Cléo a aceitar. Afinal, se John poderia adquirir novas experiências, por que Cléo não poderia?

Assim que chegaram em Las Vegas, elas começaram a aproveitando cada instante da cidade: muita bebida, risadas, cassino.  Não tem como ser triste em Las Vegas. Logo na primeira noite todas foram em uma vidente chamada Madame Madeleine que dissera que Cléo teria um casamento no futuro e muita felicidade. Foi o suficiente ela ficar muito feliz e dormir feliz.

Logo no segundo dia da viagem, em um dos cassinos as meninas conhecem: Michael, Juan, Bill e Douglas. Sabe quando você avista alguém e essa pessoa mexe com você no primeiro instante? Foi exatamente assim que Cléo se sentiu quando viu Douglas. E para completar, ele passava por um problema amoroso, descobriu que foi traído por sua ex-namorada. O que acabou chamando atenção de Cléo.

Algo dentro dela falava mais alto, mas ela não queria escutar essa voz, afinal ela era noiva e deveria respeitar seu noivo (que não estava pensando nem um pouco nela, isso é fato, né?). Desde o primeiro instante Cléo sentiu algo por Douglas, mas não queria adquirir novas experiências e se achava ridícula por ter pensamentos ‘pervertidos’ com ele.

Tudo acaba mudando quando após uma noite de muita bebida e diversão. Cléo acorda na cama, nua e com Douglas ao seu lado. E em sua mente, apesar da forte ressaca, ela teve uns flashbacks da noite passada e lembra que disse o sonhado SIM, mas para a pessoa errada. Entrou em pânico e precisava correr contra tudo para resolver a papelada do divórcio e enfim voltar para sua vida com seu noivo.

Nisso ela e seu “marido” acabam se envolvendo em diversas coisas e para Cléo tudo começa a ficar muito difícil. Suas amigas dizendo que ela deveria continuar com Douglas e deixar John de lado, mas ao mesmo tempo ela não conseguia admitir a abandonar tudo o que construiu com seu noivo.

Cléo passa por muitos conflitos internos por não querer abandonar sua antiga vida e por estar amando viver essa nova experiência com seu “marido”, que é bem diferente do seu noivo John. Para completar suas amigas acabam se relacionando com os amigos de Douglas e assim se forma um grupo de casais felizes passeando por Las Vegas. Mas os dias passam e o dia de assinar o pedido de divórcio está chegando. O que ela vai fazer? Ela realmente ainda amava John?

É uma história incrível, muito envolvente e super leve. Como já disse, viciante. Não darei spoiler algum. Só direi uma coisa: nem tudo é o que parece.

 

Agora segue abaixo a mini entrevista com a Tati, a íntima, foi super fofa e mesmo enrolada com o seu livro Professor 4 respondeu nossas perguntas

1) Juliana –  A história “Casei  e agora? – As aventuras do meu descasamento” foi baseada em fatos reais? De onde surgiu a inspiração para escrever a obra?
Tatiana Amaral –  A história surgiu em minha cabeça simplesmente do nada. Eu estava escrevendo o livro Traições e uma manhã acordei com essa ideia na cabeça. Não consegui fazer mais nada. Era domingo, eu precisava sair com a família, mas apenas sentei e comecei a escrever. Quinze dias depois estava pronto.
 
2) Juliana –  Quando você começou a escrevê-la, já imaginava o final surpreendente? (sem dar spoiler)
Tatiana Amaral – Não. Eu imaginava como seria até o último capítulo, mas na metade do livro tive a ideia dos extras e ficou realmente maravilhoso. Casei. E agora? é o livro que eu escrevi que mais amo.
 
3) Juliana – Colocando-se na posição da personagem Cléo, você aceitaria a situação “imposta” por John?
Tatiana Amaral – Minha resposta imediata é “jamais”, no entanto, pensando que ela também não tinha experiência alguma fora da relação deles dois, pensando como eu penso hoje, poderia sim ser uma boa ideia rsrsrsrsrs
 
4) Juliana – Dentre as próprias obras,todo escritor tem seu livro preferido. Qual é o seu livro do coração ?
Tatiana Amaral – Casei. E Agora? Com toda certeza. Muitas pessoas acham que seria o CEO, que eu também amo, mas Casei é um livro especial e eu tenho por ele muito carinho.
 
5) Juliana – Você acabou de escrever o livro “Professor 4”. Imaginava tanto sucesso com essa sequência?
Tatiana Amaral – Não imaginava. Sempre achei que seria difícil superar o Função CEO, mas O professor deu certo e me deixou empolgada para escrever mais histórias.
 
6) Juliana –  Lendo sobre sua trajetória, como descobriu que desejava ser escritora? Teve apoio familiar?
Tatiana Amaral – Eu acho que sempre esteve dentro de mim. Eu escrevia poesias, peças de teatro e músicas. Inclusive a música que Douglas canta para Cléo é minha. Mas quando eu pensava em livros nunca pensava em mim como escritora, apenas como leitora mesmo. A vontade de escrever surgiu após uma ressaca literária que fez com que eu conhecesse o mundo das fanfics. Daí para escrever um livro foi bem rápido, só que eu não imaginava que daria tão certo.
 
7) Juliana – O que você diria para os leitores que sonham entrar no mercado literário e não acreditam que possam criar um livro de sucesso?
Tatiana Amaral – Primeiro que para entrar no mercado literário é tão complicado quanto qualquer outro meio profissional. É preciso muito estudo, muita dedicação e acreditar sempre. A escalada é longa e cansativa. Ansiedade é a palavra proibida para quem escolheu seguir esta carreira. Tudo demora de acontecer, mas quando acontece é lindo demais. Tem que acreditar e permanecer firme.
Eu costumo dizer aos meus filhos que tudo o que você fizer com amor vai dar certo, então se é o seu sonho, acredite que vai acontecer.
 
8) Juliana – Qual recado gostaria de deixar para seus fãs? Tem alguma novidade que possa contar?
Tatiana Amaral – Tenho uma novidade quentíssima. O professor – prova final já está em pré-venda no site da livraria Saraiva. Eu amei escrever este livro e finalizo ele com o coração cheio de saudade da Charlotte e do Alex. Vamos ter muitas surpresas.
Para os meus leitores eu queria agredecer todo o carinho. É muito bom saber que sou é capaz de levar sonhos para as pessoas. Esse carinho é o que me fortalece e me faz continuar. Obrigada por tudo!

Tem como não ficar encantada?

Tatiana, muito obrigada pelo carinho e atenção. Amei sua participação aqui no meu cantinho, ter contato com uma escritora que sera de inspiração é gratificante. Muito obrigada!

Gostaram da postagem? Alguém já leu alguma obra da escritora?

Um super beijo!

 

Resenha do livro Arma de Vingança

Título: Arma de Vingança

Autor: Danilo Barbosa

ISBN: 978-35-7930-924-3

Editora: Universo dos Livros
Número de Páginas: 240

Gênero: Ficção, Romance

 

Armas de Vingança é o livro de hoje, meninas!

Esse livro é de um escritor brasileiro que conheci em um evento chamado Casal Aficionado que teve aqui no Rio de Janeiro, no dia 11 de junho. Não conhecia o escritor e seu trabalho. A feira
foi uma ótima oportunidade para isso.

resenha01

Em uma das mesas me deparei com o livro Armas de Vingança. Não posso mentir que a capa me chamou a atenção, até que li o resumo que fica atrás do livro e fiquei interessada.

resenhax

 

Comprei o livro e depois descobri que o autor estava presente e que poderia escrever uma dedicatória no meu livro. Depois de enfrentar uma enorme fila, conheci o Danilo.

Hoje consigo entender a quantidade de pessoas que queriam uma foto e uma mensagem do escritor em seu livro. Simplesmente magnífico.

A leitura é tão leve, intrigante, mas ao mesmo tempo forte. Prende muito o leitor e finalizei em dois dias.

No Prólogo do livro somos avisados: “esta não é uma história de amor. Pelo menos não como a maioria delas. Haverá paixão, calor, fogo, juras de amor e lágrimas derramadas por corações machucados.”

O livro é dividido em quatro partes (Fragmentos da Ilusão, A Outra Face da Moeda, Pesadelo e Vingança). Com a narrativa em primeira pessoa, Armas de Vingança é recheado de mentiras, traições, mortes, dores, crimes, ódio, sedução e sofrimento.

O livro conta a história de Ana uma mulher feliz, pura e ingênua que vê sua vida mudar com a morte do pai após uma briga com a sua mãe. Ela sair de casa, mudar de cidade, abandona a mãe em Minas Gerais e acaba se tornando uma pessoa mais fria.

Além disso, ela assombrada pelo seu relacionamento passado com Rambo. Ele abusou de Aninha e até hoje ela guarda as marcas desse ato sendo muito difícil para ela se entregar a um novo amor.

E quando Ana resolve se entregar ao homem perfeito, que todos gostam e a trata maravilhosamente bem… vem aquela surpresa que como já dizia a nossa avó: as aparências enganam!

Ana nos conta a história como um desabafo e em certos momentos conseguimos sentir sua aflição, seus medos e angústias. Ela foi humilhada e violentada diversas vezes, mas nos mostra que é possível dar a volta por cima com determinação.

“Eu não sou uma mulher fraca, que hesita diante dos medos: eu os destruo.”

Ana nos ensina a seguir em frente, deixar o medo guardado bem no fundo em ir até o final para conquistar a sua felicidade.

Eu havia sido enganada não uma, mas uma sucessão de vezes. Mas não me manteria calma novamente. Ele jogou com a minha vida como se eu fosse um fantoche com o qual ele pudesse brincar de Deus! Ele vai ver até onde eu era boa e dócil.”

Danilo Barbosa construiu uma história nada clichê e totalmente inesperada. Mostrou que através da dor, o ser humano é capaz de ir até o fim para buscar a vingança desejada. E principalmente que a vingança não tem limites. Quanto mais você deseja, mais forte no jogo você fica. Mostra que o que se sofre sempre estará dentro de nós, mas cabe a cada um decidir se vai permanecer no passado ou seguir em frente.

Super recomendo a leitura.

E vocês já conhecem o escritor?

 

Um super beijo! <3